quarta-feira, maio 09, 2012

Explicações sobre a dormência do blog

Vou dizer pros meus parcos leitores dum jeito bem rápido porque o blog anda meio às moscas faz quase meio ano. Desde dezembro bastante coisa aconteceu pra mim e foram mordendo cada vez mais meu cérebro e eu quase não tive saco pra fazer nada diferente nessa época. Agora parece que tudo começa a se encaixar e volto a ter vontade de escrever.
No começo, o blog era pra falar de tudo - filmes, livros, e uns pitacos na política da cidade, principalmente a cultural, algo que qualquer araponguense sabe que não existe. Mas adotei outra cara ainda quando o blog nem engatinhava. Comecei a publicar rascunhos de ficção e a ficção tomou de vez  os posts daqui. Me parece hoje ser meio tarde pra voltar atrás, a despeito de admitir que fosse um jeito mais fácil de atualizar amiúde o blog. Só que pra falar de filmes e livros há blogueiros muito melhores que eu. No blog roll do lado você encontra alguns deles, como o Milton Ribeiro que volta e meia solta seus pitacos sobre música, cinema e literatura. Não conheço o cara. Mas, vão por mim, ele é bom. E como debater a política cultural de uma cidade em que a Secretaria entende como cultura contratar banda show pra tocar no carnaval de rua ou pôr o Papai Noel numa casinha o mês de dezembro inteiro. São poucos os que se arriscam a produzir qualquer coisa que se possa chamar de cultural. Como o maluco que não conheço pessoalmente, mas sobre o qual muita gente fala, esse aqui. Arapongas é uma cidade operária. Os únicos cursos da Universidade entupidos de gente são direito, marketing e administração. Eu particularmente penso que já estamos pagando muito caro por isso. Diversão nessas plagas é você pegar num barzinho um show sertanejo ou ler alguns livros de qualidade duvidosa. Cada um faz da sua vida o que quiser, vocês já devem ter ouvido isso muitas vezes. Mas não é bem assim. Há uma rapaziada aqui que podia estar aproveitando seus minutos duma forma muito mais empolgante e intensa, com experências estéticas pro resto da vida. Outra hora falo mais disso.
Como disse, voltei a escrever. Só que a ideia é produzir alguns contos, não sei quantos ainda, e depois juntá-los com mais um que publiquei no blog - e que acho realmente muito bom, que é esse aqui, claro que vou fazer algumas edições - e fazer um PDF bonitinho. Talvez nem fique tão bonito assim porque conheço pouca coisa de informática e  creio que vou acabar fazendo tudo, inclusive a capa. Mas só pra pôr pra galera baixar, caso queira guardar uma lembrança minha, mesmo virtual. Admito que isso é algo bem piegas. Vaidades, quem não as tem? Esses textos demoram um pouco ainda. Tenho um escrito. Outro começado. E o argumento dum terceiro. E no meio de tudo isso uma monografia pruma pós de cinema e a ideia de filmar - ainda não sei como e com quem - uma adaptação pra esse conto. E há vários perrengues no meio do meu caminho, inclusive uma feira que vai me sugar por alguns dias, mas vou empurrando.
Há muito pouco pro livro ainda. Porém é só questão de ajustar o relógio e produzir. Depois vem o tempo pro texto condensar, deixando-o  esfriar bem pra ver se é bom realmente, ao menos pra mim. Já disse que é tosco até, mas é uma vontade e acho que ninguém podecontrariá-la. Enquanto isso vou pensando num jeito de manter mais atualizado a bagaça aqui. Abraços e obrigado.

Um comentário:

lou disse...

agradeço bastante pelo carinho e atenção. de cá vai um abraço!